Esclarecimentos sobre a parceria Habbo e As MAIS

Olá!

O post é especialmente voltado para os usuários do Habbo Hotel Brasil.

Fui gentilmente convidada para participar das atividades do site e fiquei muito feliz com a oportunidade!

Chance maravilhosa para que mais pessoas pudessem conhecer o meu trabalho com a série, ainda mais através de uma plataforma tão diferente da que estou acostumada. O primeiro livro da série As MAIS foi publicado em 2012 e o quarto volume saiu em maio de 2014. O objetivo principal da série é enfatizar a amizade e levar diversão aos leitores. Escrevi textos inéditos especialmente para os usuários do Habbo, que não estão nos livros.

No momento estou finalizando a revisão de um livro, que é fora da série, com previsão de lançamento em novembro. Além disso, estou no “olho do furacão” dos preparativos para a Bienal do Livro de São Paulo, que será de 22 a 31 de agosto no Anhembi. Desde já deixo o convite para me visitarem todos os dias no estande do Grupo Editorial Record.

Preciso esclarecer que eu não estou jogando, portanto, se existir algum jogador se passando por mim, é mentira. Por causa dos fatos relatados acima, estou sem tempo para jogar e interagir mais com os usuários. Tenho trabalhado de 10/12 horas por dia nessas tarefas. O máximo que tenho feito é dar print das telas e avisar sobre as novas atividades que estão rolando, chamando a atenção para o fim dos prazos. Faço isso principalmente via Twitter (@patbarboza). E, durante os 10 dias da bienal, posso demorar para responder, pois estarei o dia inteiro atendendo leitores e não sei como vai ficar a conexão dentro do Anhembi. Então, será mais fácil falar comigo logo de manhã cedo ou no fim da noite.

Sobre os concursos, competições, desenhos, emblemas e demais atividades propostas com a publicação dos textos:  não faço parte da comissão julgadora e não estou escolhendo os trabalhos. Até gostaria de participar, mas realmente a falta de tempo livre não tem permitido. Espero que compreendam! Mas fico feliz podendo responder os tweets de vocês sempre que consigo entrar por lá.

Estou adorando a participação de todos e tenho recebido um imenso carinho dos usuários. Que bom que aceitaram a proposta das MAIS e que estão curtindo as personagens que criei com tanto carinho.  Todas as atividades foram feitas para a diversão de todos!

Teremos mais algumas semanas juntos!

Um beijo enorme para cada um de vocês!

 

Papos InforMAIS – Projeto Leitura Nota 10

Meu projeto de leitura vai completar oito anos de existência em outubro!

Mas só consegui me dedicar mais a partir de 2010.

O contato com os leitores nas escolas é fundamental para incentivar a leitura. E a escola “pensa” que eu ensino durante os encontros… eu aprendo MUITO mais! A troca é maravilhosa e sou muito grata por fazer esse trabalho.

DSC05210p

Realizei uma palestra sobre o assunto na Semana do Livro Nacional e, como os amigos gostaram, resolvi gravar um vídeo. Ele resume bem o que eu apresentei no evento. Espero que gostem!

E tem uma enquete relacionada ao tema. Participem!

Contagem regressiva Bienal SP

E falta pouco para uma das maiores feiras literárias do Brasil: a Bienal do Livro de São Paulo!

Uma linda festa com muitos autores, leitores, palestras, encontros, fotos, abraços… contando os dias!

Por isso resolvi fazer uma retrospectiva no Instagram. Até o dia 22 vou postar uma foto diferente. As fotos são da edição de 2012 e espero tirar fotos ainda mais legais esse ano!

Dia4

Então, trate logo de me seguir por lá!

Ficarei no estande do Grupo Editorial Record de 22 a 31 de agosto.

Explico tudinho aqui nesse vídeo. Compartilhe com os amigos, venham me fazer uma visita!

Parceria Habbo Hotel

Oi, pessoal!

Novidade MUITO LEGAL!

Estaremos juntos nas atividades do Habbo Hotel a partir de hoje.

Print_tela 2

As meninas serelepes Mari, Aninha, Ingrid e Susana serão as grandes companheiras de aventuras.

Teremos jogos, desafios e histórias inéditas. Para participar, confira o site e a página do Habbo Hotel.

http://www.habbo.com.br/articles/5969-patricia-barboza-e-as-mais-no-habbo-hotel

Primeira_tela_Habbo

Aqui eu explico a série As MAIS e O Livro das Princesas especialmente para os jogadores do Habbo Hotel Brasil.

Vai ser muito divertido!

Participem!

Caminhando

Hoje a leitora Izabella Olv de São Paulo comentou na minha foto do Instagram: “Eu acho tão bonitinho quando você posta fotos de bichinhos enquanto faz sua caminhada, o máximo que eu vejo de bichinhos enquanto faço minhas caminhadas são pombos, mosquitos, baratas e etc..“.  Respondi que fico sempre atenta, observando os detalhes.

Montagem_caminhada

Eu já tentei fazer academia. Não adianta, não tenho paciência. Então saio de manhã e vou fazer o meu exercício. E ando pela rua mesmo, cruzo dois bairros, 1h30 por dia nessa rotina. Às vezes, por causa do trabalho e viagens, acabo não fazendo. Mas sempre que posso me esforço para manter esse hábito.

E aí você vai me perguntar…. Por que você tira essas fotos do caminho? Por me sentir grata por fazer isso, por poder caminhar e observar tudo: prédios, pessoas passeando com seus cachorrinhos, um muro que foi pintado de outra cor, pai ensinando a filha a andar de bicicleta, um filho e que segura a mão da mãe carinhosamente enquanto atravessa a rua.

Este não é para ser um post triste, muito pelo contrário. Minha avó faleceu nesta data, 02 de agosto, em 1994. Vinte anos passam num piscar de olhos! Minha mãe faleceu em setembro de 2002. Ambas de câncer no pulmão. Infelizmente, no caso da minha mãe, ela sofreu muito nos últimos meses. Ficava deitada o tempo todo e só andava de cadeira de rodas. É muito triste ver quem você ama indo embora. Eu morava perto da Igreja Nossa Senhora do Líbano na Tijuca. Muitas vezes fui até a igreja, apesar de não ser católica, sentava no fundo e rezava pedindo forças para suportar tudo aquilo. E, no caminho até a igreja, eu olhava o céu e ele estava tão azul, tão lindo e eu lamentava o fato de ela não poder ver. Eu sentia o vento no rosto, nos cabelos, escutava o riso de uma criança… E ficava com pena que ela não podia mais me acompanhar numa simples caminhada de um quarteirão.

Então, quando faço essas caminhadas, é como se eu agradecesse pela saúde e pela oportunidade de poder andar e ver tudo isso. Eu me sinto viva e feliz olhando tudo ao meu redor e valorizo cada detalhe. Por isso enxergo a pequena borboleta no caminho, uma lagarta num muro ou mesmo uma flor que aparece no meio do concreto.

A gente vive numa correria tão grande, trânsito, trabalho, preocupações mil que acabamos não prestando atenção nas pequenas coisas. Claro que eu tenho dias assim, mas sempre me permito enxergar as pequenas alegrias.

Portanto, depois desse relato, repito, que não é para deixar ninguém triste, só sugiro que tentem me imitar. Se existir essa possibilidade, troque o seu trajeto de carro, ônibus ou metrô pela caminhada. Se permita fazer esse exercício, não só físico como o mental também. Tenho certeza que você vai gostar.

 

25 de julho – Dia Nacional do Escritor

Hoje é o meu dia!

Um dia muito feliz, que representa não só o meu trabalho, mas a minha própria vida.

Por que a data de hoje? Fui pesquisar.

1623666_791271184218733_4981308650871956033_n“O surgimento da data se deu a partir da década de 60, através de João Peregrino Júnior e Jorge Amado, quando realizaram o I Festival do Escritor Brasileiro, organizado pela União Brasileira de Escritores, a que os dois eram presidente e vice-presidente, respectivamente. ” (http://www.brasilescola.com/datas-comemorativas/dia-nacional-escritor.htm).

Comecei a sonhar com essa possibilidade no ano 2000. Em 2002 publiquei meu primeiro livro, “Os quinze anos de Carol”. Mas até a publicação do meu terceiro livro, “Sai da internet, Clarice!” acho que só “brinquei de ser escritora”. Foi aí que eu percebi o que queria realmente para a minha vida. Até 2010 eu me dividia entre a escrita e o trabalho em escritório, até que “chutei o balde” e fui viver de livros. Fui chamada de louca, ouvi muitos “vai passar fome”, “adolescente não lê”, “escritor no Brasil não é valorizado” e tantas outras opiniões pessimistas e negativas. Já publiquei por editoras pequenas que não me repassavam os direitos autorais, publiquei de forma independente (época que mais aprendi sobre o mercado editorial) e agora pela Verus, do Grupo Editorial Record. Muitos anos de batalha, muitas vezes paguei para trabalhar, chorei por injustiças, mas também chorei por muitas alegrias.

Acho que muitos escritores vão concordar comigo. Sabe quando a gente preenche alguma ficha num hotel ou outro lugar queDSC03404p precisa colocar a profissão? A primeira vez que fiz isso foi um choque. Pois a maioria dos escritores que conheço vem de outras profissões e eu já desempenhei tantas funções… Hoje o estranhamento passou para um orgulho imenso ao escrever “escritora” na ficha. Parece uma imensa bobagem para alguns, mas para quem batalhou muito é praticamente uma vitória preencher aquele pequeno campo.

Nenhuma carreira é fácil, tem seus altos e baixos.  Quando não estou viajando para as bienais e feiras de livro, trabalho em casa. E conto fácil 12/14 horas por dia. Cansativo? Sim, mas com muita alegria. Não consigo me ver fazendo outra coisa, acordo e vou dormir pensando no meu trabalho. Receber o carinho dos leitores através da internet é a minha transfusão de energia diária. “Eu não curtia muito ler, mas depois do seu livro eu passei a gostar”. Sensação de missão cumprida! Fazer a garotada gostar de ler, proporcionar histórias legais, divertidas e que passam uma mensagem do Bem, de esperança e coragem.

Se você chegou até aqui nesse post, muito obrigada por fazer parte desse meu mundo!

Aproveito para deixar o convite. Fiz um vídeo para meu novo canal do Youtube. Aqui eu conto um pedacinho da minha rotina. Espero que goste!

Aniversário de As MAIS 2

396511_3301851245656_1761542328_nParece brincadeira, mas o segundo volume da série AS MAIS já está fazendo aniversário de dois anos no início de setembro! Como estarei muito envolvida com a Bienal do Livro de São Paulo, não vou conseguir fazer a devida comemoração na época. Então, resolvi adiantar!

O Papos InforMAIS Vídeo 2 debate:

Qual o nível do seu ciúme?

Ihhhh, papo polêmico!

 

Confira o vídeo e depois veja as regras da promoção de aniversário logo abaixo. Lembrando que os vídeos do canal Papos InforMAIS também têm uma enquete relacionada (http://patriciabarboza.com/enquetes/).

 

Três leitores ganharão o kit de aniversário.

brinde promo as mais 2

- Um exemplar autografado de As MAIS 2 – Eu me mordo de ciúmes

- Um marcador exclusivo da personagem Mari, a narradora a história

- Um marcador do livro

- Um bloquinho

Se você já tem o livro e curtiu, indique para um amigo ou participe para dar de presente para algum ciumento de plantão.

BOA SORTE!

Como participar / obrigatoriedades:

Personagem Mari: Forte tendência para pagar mico + ciúme = desastre total

Responda a seguinte pergunta:

Qual foi a sua pior reação quando ficou com ciúme por algo que viu na internet ou redes sociais?

As três respostas mais engraçadas (ou desastradas), combinando com a personalidade da narradora do livro, ganharão o kit.

Enviar a resposta de até no máximo 8 linhas para o e-mail paposinformais@gmail.com com o assunto Promoção de aniversário As MAIS 2” até o dia 8 de agosto de 2014.

Eu vou divulgar o resultado no dia 10 de agosto aqui no blog. Portanto, fique de olho também nas minhas redes sociais e na sua conta de e-mail que usou para participar. Ahhh, importante! Como o mico pode ter sido grande, caso você prefira, a sua resposta poderá ser divulgada com um apelido. Prometo manter sigilo, rsrsrs…

Os kits serão enviados pelos correios entre os dias 11 e 15 de agosto.

Atenção:

* Promoção válida para endereços com CEP válido de todo o Brasil.

* Poderei alterar horários e regras de participação conforme alguma necessidade e sem aviso prévio.

* O ganhador deverá informar os dados de endereço de envio após o meu contato. Caso isso não ocorra, será feita nova escolha de resposta.

Beijos e até lá!

*  * PROMOÇÃO ENCERRADA (atualização 10/08/2014) * *

Observações: Recebi algumas histórias meio repetidas. Por exemplo, confundir a irmã ou prima do garoto com a namorada. Então meu critério de escolha foi a que estava melhor escrita, sem erros e de forma clara. Vários participantes ultrapassaram o tamanho, então foram desclassificados.  Algumas histórias até foram de mico, mas não de ciúme propriamente dito, que era o objetivo. Mas quem não foi escolhido dessa vez, nada de ficar chateado. Teremos outras promoções até o fim do ano bem legais!

Resultado:

Alicia, Paraíba.

Vi uma postagem no mural do menino que gosto que dizia: “Noite perfeita com a melhor…” e uma menina que eu não conheço o abraçando na foto. Fiquei com tanto ódio que tirei print da tela do celular, corri para o WhatsApp com a intenção de mandar a foto para a minha amiga. Ainda não satisfeita, escrevi: “Olha que filho da mãe!! E essa menina é escrota!”. Segundos depois notei que a mensagem tinha sido enviada para o próprio garoto e não para a minha amiga. E ele ainda respondeu: “Essa menina é minha irmã”. Tive vontade de pular da janela de tanta vergonha. Mico!!

Comentários: Nenhum mico justifica querer se jogar da janela! #Bronca Mas realmente esse negócio de mandar mensagem pra pessoa é tenso! E cuidado da próxima vez para não acabar xingando uma possível futura cunhada.

Luiza (apelido), Bahia.

Certo dia eu estava no Facebook e fui olhar o perfil do menino que eu gostava. E eis que eu vejo uma foto dele beijando uma menina no playground do prédio dele. Eu comecei a chorar feito uma louca, e de uma maneira bem escandalosa, o povo daqui de casa até veio perguntar se eu tava bem… Só sei que nos dias seguintes eu escrevi um conto baseado (só que escrito de forma bem diferente) no que eu senti ao ver a foto. E quando eu terminei, pedi para o menino ler (ele era meu amigo), e dei um jeito de a menina que ele beijou ler também. No final das contas, eles dois amaram os personagens que simbolizavam menino e eu, e odiaram a menina que beijava ele.

Comentários: Imaginei o povo da sua casa com medo do seu escândalo! Rsrsrs… Mas o que eu gostei da conclusão do mico é que isso fez com que você desabafasse de uma “forma literária”. Pagou um micão, mas curti o resultado dele.

Lorena, Pernambuco.

Estava saindo com um menino. No dia que marcamos de ir ao cinema, ele postou uma foto de manhã e começaram os comentários das meninas atiradas. E ele respondendo na maior cara de pau! Aí na fila do cinema, lá estava eu toda emburrada. E comecei a falar pra ele parar de responder. E ele me disse que eu estava com ciúmes, e claro que fiquei negando! No meio do meu chilique público, percebi que todo mundo tava olhando pra gente. E alguém me cutuca nas costas “Aqui não é lugar pra lavar roupa suja, dona Lorena.” MINHA TIA SURGIU DO ALÉM! Kkkk! Ninguém sabia do Mateus ainda… E eu não sabia onde me esconder!

Comentários: Como você estava só saindo com o menino, realmente tirar satisfações dos comentários das amigas foi o maior micão. Mas isso acontecer de forma pública, nossa, foi um King Kong!